Voltar à lista Artigo seguinte Artigo anterior

A importância do pré treino num processo de emagrecimento.

3 de fevereiro de 2020
Udostępnij
A importância do pré treino num processo de emagrecimento.

O pré e o pós treino têm uma influencia direta em vários aspetos e são fundamentais, seja o seu objetivo qual for.

No emagrecimento não é diferente.

O pré treino, numa dieta com a estrutura do FITGYM, faz a diferença na capacidade de treino e níveis de energia. A alimentação recomendada no FITGYM, obriga a alguma restrição de hidratos de carbono. Estes que são fonte de energia direta.

Consequentemente, se o pré treino não for ajustado, há risco de que ocorra hipoglicemia, perda de força para executar os treinos, fadiga precoce e limitações do rendimento a médio e longo prazo.

Nesse sentido, é crucial que esta refeição contenha hidratos de carbono. Tendo em conta a duração e tipo de treino aplicado, podem ser açúcares mas não é obrigatório.

Talvez seja importante explicar o que são açúcares e hidratos de carbono. Hidratos de carbono são nutrientes que fornecem energia rapidamente, podem ser simples ou complexos. O que define a velocidade de absorção e utilização dos mesmos. Por exemplo, a fruta contém açúcar naturalmente. É um hidrato de carbono simples. A absorção e utilização metabólica deste açúcar é rápida. É fácil perceber isso se fizer avaliações da glicemia após ingerir uma peça de fruta. Por outro lado, a descida dos níveis de açúcar no sangue, também será abrupta. O que pode resultar em cansaço e tonturas num esforço prolongado. Os cereais integrais, são uma fonte de hidratos de carbono complexos (por exemplo a aveia em flocos grossos integrais). Estes de digestão e absorção mais lenta. Ou seja, não ocorre um pico quase imediato de glicemia. Há sim, um aumento gradual e que se prolonga no tempo. Não há o risco de ocorrer uma descida rápida nem a consequente redução da performance imediata.

Tendo em conta o treino FITGYM, ambos podem ser uma solução. Os treinos têm uma duração aproximada de 30 minutos. É importante ter em conta que, para treinos/desportos de longa duração, deve haver preferência pelos hidratos de carbono complexos.

É, também, importante que haja uma fonte de proteína nesta refeição. No entanto, não é indispensável. A proteína tem uma função estrutural. Ou seja, não afeta diretamente os níveis de energia. Mas, sendo o objetivo aumentar a massa magra (muscular), é recomendável que haja este complemento no pré treino. Principalmente se se tratar de um treino prolongado, pode ajudar a evitar perdas de massa muscular. O nosso organismo, não havendo uma fonte disponível de fácil acesso, vai buscar aminoácidos à reserva, que é o músculo e provoca perdas de massa muscular. Além disso, para que haja “material de construção” de novo tecido (aumento da massa magra) é fundamental ter os “tijolos” que são os aminoácidos (componentes das proteínas).

Para perceber que tipo de alimentos utilizar ou como os conjugar, deve consultar o seu folheto orientativo FITGYM.

BOM TREINOS e BOAS DIETAS!